O podcast “Agricultoras agroecológicas e natureza: defesa dos territórios e luta contra as discriminações” faz parte da série "Entre a França e o Brasil", uma iniciativa do Consulado Geral da França em São Paulo que visa promover a pesquisa em cooperação entre os dois países. A apresentação da pesquisa-ação GENgiBRe é o tema deste episódio, com a participação de organizações e instituições parceiras.

Neste episódio, discutimos da relação que agricultoras agroecológicas no Brasil têm com a "natureza"  em contextos de conflitos socioambientais, e como isso influencia em seu engajamento em defesa da sua visão de território e contra as discriminações de gênero, raça, classe, entre outras, que as afetam. Elas também contam o surgimento do projeto GENgiBRe, a originalidade científica de um projeto que mistura ciências agrárias, ambientais e sociais, e sobretudo como esta pesquisa-ação vai além da academia para dialogar com as sujeitas da mesma : as agricultoras estão tanto no centro do projeto como atrizes dele.

O projeto de pesquisa GENgiBRe “Relação com a natureza e igualdade de gênero. Uma contribuição à teoria crítica a partir de práticas e mobilizações feministas na agroecologia no Brasil” é financiado pela Agência Nacional da Pesquisa da França, e envolve pesquisadoras, professoras/es e funcionárias do Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD, França), da Universidade Federal de Viçosa (UFV, Brasil), do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM, Brasil), da Sempreviva Organização Feminista (SOF, Brasil) e da Universidade de Toulouse (França).

⇒ Saiba mais : www.gengibre.org

Com participação de...

Aparecida dos Santos Franco Lourenço, agricultora, Rede Agroecológica de Mulheres Agricultoras (RAMA), Barra do Turvo, Vale do Ribeira.

Danielly Camargo Amorim, agricultora, RAMA, Barra do Turvo, Vale do Ribeira.

Elisabeth Cardoso, coordenadora executiva do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata, doutoranda em Recursos Naturais Sustentáveis pela Universidade de Córdoba e pesquisadora colaboradora do projeto GENgiBRe.

Isabelle Hillenkamp, socioeconomista, pesquisadora do Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento, membro do Centro de Estudos em Ciências Sociais sobre os Mundos Africanos, Americanos e Asiáticos, Paris, França, coordenadora do projeto GENgiBRe.

“Margarida”, agricultora, mulher corajosa que conta os conflitos socioambientais em seu território. Seu nome verdadeiro foi removido por razões de proteção dos dados pessoais.

Maria Alice Mendonça, docente e pesquisadora da Universidade Federal de Viçosa, Brasil, membro do Programa de Pós Graduação em Extensão Rural, pesquisadora colaboradora do Projeto GENgiBRe.

Railyne Paula, moradora da Comunidade do Sossego, Cooperativa da agricultura Familiar de Simonesia e militante do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM).

Sheyla Saori, agrônoma, mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural, técnica da SOF Sempreviva Organização Feminista e pesquisadora colaboradora do projeto GENgiBRe.

Jane Aparecida de Souza Santos, agricultora, RAMA, Barra do Turvo, Vale do Ribeira.

Animadora

Nadège Mézié é adida à Ciência e Tecnologia do Service de Cooperação e Ação Cultural do Consulado Geral da França em São Paulo, e antropóloga de formação. Ela é também a apresentadora do podcast "Entre a França e o Brasil" para promover a cooperação na Pesquisa no Brasil.

À lire aussi